COI diz que apostas são tão perigosas quanto doping

O Comitê Olímpico Internacional (COI) revelou no primeiro dos três dias da sua assembleia geral que vai incrementar seus esforços para combater a ameaça de apostas ilegais e a manipulação de resultados. A entidade considera que a corrupção é um perigo igual ao doping para a credibilidade dos Jogos Olímpicos.

AE, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 10h41

"Está claro que temos que ser muito prudentes", disse Jacques Rogge, presidente do COI. "Cedo ou tarde ocorrerá durante os Jogos".

O comitê estabeleceu um sistema para monitorar os padrões de apostas durante a Olimpíada de Pequim, em 2008, mas não encontrou nenhuma atividade ilegal. E adotará um esquema semelhante na Olimpíada de Inverno de Vancouver, que começará a ser realizada na sexta-feira.

"As apostas ilegais são uma ameaça tão grave para o esporte como é o doping", afirmou Rogge. "É uma preocupação muito séria para o futuro. Faremos tudo o que pudemos para proteger [o movimento olímpico] dele".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.