Kim Jogn-Hi / Reuters
Kim Jogn-Hi / Reuters

COI exibe preocupação com risco de 'elefantes brancos' após Jogos de Inverno

Outro problema é a baixa venda de ingressos, segundo o comitê organizador local

Estadão Conteúdo

31 de agosto de 2017 | 12h58

O Comitê Olímpico Internacional (COI) alertou nesta quinta-feira os organizadores dos Jogos de Inverno de 2018 sobre o risco de estarem planejando o uso de instalações que poderão se tornar "elefantes brancos" em Pyeongchang, na Coreia do Sul, após a realização do evento.

Na conclusão da última inspeção completa antes da cerimônia de abertura marcada para 9 de fevereiro, uma comissão do COI previu que a Olimpíada será bem-sucedida, mas disse que "o uso definitivo do legado para várias instalações ainda está por ser conhecido". "O COI voltou a solicitar que os planos finais sejam apresentados como uma prioridade", disse o órgão olímpico em comunicado.

A pouca utilização de instalações olímpicas após os Jogos é um problema histórico e que inclui o evento de verão de 2016 no Rio. O COI expressou sua preocupação com a Coreia do Sul "apesar dos legados terem sido identificados na candidatura e nas diferentes opções apresentadas nos últimos sete anos".

O comunicado divulgado após uma visita de três dias da comissão de coordenação do COI não menciona as tensões políticas alimentadas pelo programa de testes de mísseis da Coreia do Norte. Os eventos olímpicos ocorrerão a menos de 100 quilômetros da zona desmilitarizada entre os vizinhos coreanos.

Os organizadores de Pyeongchang-2018 continuam otimistas de que os Jogos de Inverno ajudem a promover a Coreia do Sul, que apareceu no noticiário internacional recentemente por escândalos de corrupção na política e o impeachment da sua presidente.

"Queremos fazer destes os melhores Jogos de Inverno de todo os tempos e mostrar a Coreia ao mundo como líder mundial em esportes e como o novo centro para esportes de inverno na Ásia", disse Lee Hee-Beom, presidente do comitê organizador.

A baixa venda de ingressos, no país e fora dele, também foi identificada como uma prioridade para se tratar nesse momento. "Ainda que os detalhes devam continuar sendo trabalhados nos próximos meses, é evidente que o comitê organizador está bem encaminhado para realizar Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno bem-sucedidos", disse Gunilla Lindberg, membro do comitê de inspeção do COI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.