COI lembra sucesso dos Jogos em mensagem de fim de ano

Presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, diz que Olimpíada chinesa foi extraordinária

EFE,

22 de dezembro de 2008 | 15h36

O belga Jacques Rogge, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), mandou nesta segunda-feira sua mensagem de fim de ano lembrando o sucesso dos Jogos de Pequim, realizados em agosto."Pequim foi um êxito extraordinário, com a presença de mais países do que nunca. Foram mais nações com medalhas - 87 -, maior número de mulheres, 132 recordes olímpicos e 32 marcas mundiais", disse Rogge em nota publicada no site do COI."Fomos testemunhas de atuações incríveis como as de Michael Phelps e Usain Bolt e vimos momentos que só ocorrem nos Jogos, como o abraço de atletas russos e georgianos no pódio", completou.Por outro lado, o dirigente lembrou dos desafios e oportunidades que surgirão em 2009, que exigirão uma resposta sobre o papel do movimento olímpico na sociedade.Uma oportunidade de discussão será o congresso olímpico de outubro em Copenhague, capital dinamarquesa, quando o Rio de Janeiro pode ser anunciado como sede dos Jogos de 2016 - concorre com Chicago, Tóquio e Madri."Será uma oportunidade para que toda a família olímpica debata aspectos envolvendo o papel do movimento olímpico na sociedade", comentou.O belga disse que são necessárias novas idéias e iniciativas para "aproveitar o tremendo poder transformador dos Jogos"."Por seu papel de veículo para o investimento público e privado em infra-estruturas e instalações duradouras, acho que não há melhor momento para os Jogos Olímpicos que o atual", assinalou."Eles representam o objetivo definitivo para os atletas, uma visão para inspirar os jovens, uma oportunidade para os voluntários e uma fantástica ocasião de imaginar um mundo melhor", concluiu Rogge na mensagem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.