COI minimiza mudanças no plano inicial de Tóquio/2020

Depois de terminado nesta sexta-feira o primeiro encontro da comissão de coordenação do Comitê Olímpico Internacional (COI) para os Jogos de Tóquio/2020, a entidade afirmou que as mudanças no plano original não serão tão drásticas como sugeriu a imprensa japonesa. A preocupação com os custos fizeram com que os organizadores do evento no Japão revisassem a ideia inicial de realizar a maioria das competições em um raio de oito quilômetros da Vila Olímpica.

AE-AP, Agência Estado

27 de junho de 2014 | 17h13

A mídia japonesa chegou a dizer que algumas modalidades seriam transferidas para Saitama, uma província a cerca de 1 hora de Tóquio, mas o COI garantiu que esta mudança nem entrou em discussão. "Nada foi colocado para nós a esse respeito. Estamos tendo uma discussão geral no momento, mas a proximidade das competições com a Vila Olímpica foi um fator importante na escolha de Tóquio", disse o vice-presidente do COI, o australiano John Coates.

O dirigente revelou que a única modalidade em que se discutiu uma mudança de local da disputa foi a canoagem slalom, evento que levantou preocupações ambientais. "Nosso conselho foi que, se há essa oposição, procurem outro lugar, e eles acharam um local apropriado muito próximo, na mesma ilha, que nós iremos discutir junto à federação internacional do esporte", contou.

Coates ressaltou que mudanças nos locais das competições não podem ser feitas unilateralmente pelos organizadores sem antes serem aprovadas pelos órgãos responsáveis pela modalidade em questão. "Não haverá mudanças a não ser que haja plena concordância das federações internacionais", pontuou.

Depois de receber os Jogos de 1964, Tóquio ganhou o direito de sediar a Olimpíada de 2020 em setembro do ano passado, com um plano que enfatizou a segurança da cidade e a avançada infraestrutura que possui. Dos 33 locais de competição, 28 estão previstos para serem construídos a cinco quilômetros da Vila Olímpica, na Baia de Tóquio, uma região muito valorizada.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaTóquio2020COI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.