COI negociará com Fifa se data da Copa de 2022 mudar

O Comitê Olímpico Internacional (COI) e a Fifa precisam sentar e conversar para evitar um conflito entre os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 e a Copa do Mundo, caso o torneio no Catar tenha a sua data trocada para o início do ano com a intenção de evitar o forte calor do verão no deserto, assinalou Jacques Rogge, presidente do COI.

AE-AP, Agência Estado

13 de janeiro de 2011 | 15h44

O dirigente indicou que as relações com Joseph Blatter são "excelentes", depois que o presidente da Fifa lhe ligou para pedir desculpas pelos seus comentários depreciativos sobre o COI que realizou na última semana ao falar sobre combate à corrupção e os membros do comitê.

Rogge também elogiou o progresso alcançado nas negociações com o Comitê Olímpico dos Estados Unidos sobre um novo acordo para divisão de recursos. Ele disse que o COI começará a negociar com as redes de televisão dos Estados Unidos interessadas em adquirir os direitos de transmissão da Olimpíada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.