AP
AP

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

COI retira medalhas de mais seis atletas pegos no doping em Pequim-2008

Outros três competidores foram desqualificados, mas eles não alteram o quadro

Estadão Conteúdo

26 Outubro 2016 | 14h27

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta quarta-feira a anulação dos resultados de nove atletas que participaram dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, e que foram flagrados na reanálise dos exames antidoping daquele torneio. Desses nove competidores, seis ganharam medalhas, que agora foram caçadas.

Todas essas seis medalhas foram retiradas de países que faziam parte da União Soviética. Soslan Tigiev, do Usbequistão, havia ganhado a prata na categoria até 74kg da luta livre, enquanto Taimuraz Tigiyev, do Casaquistão, ficou em segundo na até 96kg.

No levantamento de peso, terão que devolver suas medalhas Andrei Rybakou, da Bielo-Rússia, prata na até 85kg, sua compatriota Nastassia Novikava, bronze na até 53kg, além da ucraniana Olha Korobka, prata na +75kg. A sexta medalha retirada foi de Ekaterina Volkova, bronze nos 3.000m com obstáculos, prova do atletismo. Cuba, Indonésia e Nigéria herdam as três primeiras medalhas. Outra russa, Tatyana Petrova, fica com a conquista que era de sua companheira.

Outros três competidores foram desqualificados, mas os resultados deles não altera o quadro de medalhas: Sardar Hasanov, do Azerbaijão, que não chegou a completar a prova da categoria até 62kg do levantamento de peso, o cubano Wilfredo Martínez, quinto colocado no salto triplo, e a espanhola Josephine Nnkiruka Onyia, nona nos 100m com barreiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.