COI revela planos para construção de nova sede em Lausanne, na Suíça

Motivo é aumento do quadro de funcionários. Entidade também anuncia que Lima sediará votação da cidade olímpica de 2024

KAROLOS GROHMANN, REUTERS

09 de dezembro de 2014 | 12h41

O Comitê Olímpico Internacional (COI) revelou nesta terça-feira planos para construir uma nova sede em Lausanne, na Suíça, para acomodar seu quadro crescente de funcionários e centralizar suas operações até 2020.

Segundo o COI, o novo edifício, no local de sua sede atual, às margens do lago Genebra, custará um total de 164,34 milhões de dólares e irá proporcionar mais espaço para a organização e seus 450 funcionários.

A entidade, que aumentou seu quadro no ano passado e prevê a contratação de mais funcionários com a criação de um canal de televisão olímpico, afirmou que fará um empréstimo de 20 anos para a obra, que deve ser finalizada em seis anos, apesar de ter suas próprias reservas de cerca de meio bilhão de dólares.

Em seu último dia, a sessão do COI realizada em Mônaco também decidiu que irá realizar a sessão de 2017 que irá eleger a cidade-sede da Olimpíada de 2024 na capital peruana, Lima.

A Alemanha irá se candidatar aos Jogos com Berlim ou Hamburgo, e os Estados Unidos também devem inscrever uma de suas cidades. Também devem surgir candidaturas de Roma, Paris, Budapeste, Doha, Istambul e de uma cidade africana.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos OlímpicosCOIRio 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.