George Burns/AP
George Burns/AP

COI revela que Armstrong ainda não devolveu medalha

Por doping, Comitê Olímpico Internacional solicitou formalmente a devolução no início do ano

AE-AP, Agência Estado

09 de setembro de 2013 | 11h25

BUENOS AIRES - O Comitê Olímpico Internacional (COI) revelou nesta segunda-feira que Lance Armstrong ainda não devolveu a sua medalha olímpica, conquistada nos Jogos de Sidney/2000 e que lhe foi formalmente retirada no início do ano, após o ex-ciclista norte-americano ter realizado uma confissão pública de que se dopou.

Vice-presidente do COI, Thomas Bach explicou que o caso está encerrado, pois Armstrong e o Comitê Olímpico dos Estados Unidos não recorreram da decisão. Mas o pedido feito pela entidade para que o ex-ciclista e o comitê norte-americano devolvessem o bronze conquistado na prova do contra-relógio na Olimpíada de 2000 ainda não foi cumprido. "O que nos falta, infelizmente, mas espero que isso possa ser resolvido logo, é apenas receber a medalha de volta. Mas legalmente o caso está encerrado pelo COI", explicou Bach.

Campeão sete vezes da Volta da França, Armstrong admitiu em janeiro que fez uso de substâncias proibidas durante todas essas conquistas da principal prova do ciclismo mundial, após a Agência Antidoping dos Estados Unidos publicar, ainda em 2012, um extenso relatório em que aponta que o astro se dopou durante a sua carreira, declarando que ele foi o responsável pelo "mais sofisticado, profissional e bem-sucedido programa de doping já visto no esporte".

Esse relatório, inclusive, o levou a perder todos os seus sete títulos da Volta da França. Já o COI decidiu retirar a sua medalha olímpica após a confissão pública de doping, realizada no início deste ano. A entidade, porém, decidiu manter o terceiro lugar da prova do contra-relógio vaga, mas solicitou a devolução da medalha, o que ainda não foi cumprido por Armstrong.

Tudo o que sabemos sobre:
COIOlimpíadaLance Armstrong

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.