COI vai refazer 500 exames antidoping de Olimpíada

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta terça-feira que terá de refazer cerca de 500 exames antidoping referentes aos Jogos de Pequim, disputados em agosto deste ano. Os novos testes têm como objetivo identificar a presença do CERA, nova versão do hormônio sintético EPO, e de insulina, que também pode melhorar a performance dos atletas.De acordo com o COI, cerca de 400 exames de sangue serão realizados nos laboratórios da Agência Mundial Anti-Doping (WADA) em Paris e Lausanne. Outras 100 provas de urina serão feitas em Colônia, na Alemanha.O COI revelou que, em princípio, o foco dos testes serão esportes de resistência, como ciclismo, remo, atletismo e natação. Os exames começam a ser refeitos em janeiro, e os primeiros resultados devem aparecer no fim de março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.