Colby Cave, jogador de hóquei no gelo, morre após hemorragia cerebral

Colby Cave, jogador de hóquei no gelo, morre após hemorragia cerebral

Atleta estava no Edmonton Oilers, que disputa a NHL, principal liga do esporte no mundo

AFP, AFP

11 de abril de 2020 | 23h04

O jogador do Edmonton Oilers, Colby Cave, de 25 anos, morreu após sofrer uma hemorragia cerebral há alguns dias, disseram neste sábado sua família e a equipe de hóquei no gelo da NHL (National Hockey League).

Cave estava em coma induzido em um hospital de Toronto desde quinta-feira, depois que os médicos removeram um cisto que estava causando o sangramento.

"É muito triste compartilhar a notícia de que Colby faleceu nesta manhã", disse sua família em comunicado no site Oilers. "Agradecemos a todos por suas orações neste momento difícil".

Sua esposa, Emily, havia dito na quinta que, devido às restrições do novo coronavírus, a família não pôde visitar Cave no hospital.

A lenda da NHL, Wayne Gretzky, escreveu no Twitter: "Ele era um maravilhoso jogador de hóquei com um futuro brilhante, mas uma pessoa ainda melhor. Nossos pensamentos e orações vão para a esposa Emily e toda sua família".

Em quatro temporadas na NHL com o Oilers e o Boston Bruins, Colby Cave marcou quatro gols e deu cinco assistências em 67 jogos.

Tudo o que sabemos sobre:
hóqueiColby Cave

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.