Reuters
Reuters

Com 24 títulos na carreira, argentino Cambiasso anuncia aposentadoria do futebol

Volante tem 37 anos e seu último clube foi o Olympiakos, da Grécia

Estadao Conteudo

08 de setembro de 2017 | 21h26

O volante argentino Esteban Cambiasso, de 37 anos, anunciou nesta sexta-feira a sua aposentadoria do futebol. O agora ex-jogador decidir pendurar as chuteiras após o término do seu contrato com o Olympiakos, da Grécia, onde atuou nas duas últimas temporadas.

A decisão de parar aconteceu ao mesmo tempo em que Esteban Cambiasso concluiu o curso de técnico de futebol da Uefa. Agora ele está apto para treinar equipes juvenis da Europa ou ser auxiliar técnico de times da primeira e segunda divisões europeias.

Apesar dessas possibilidades, a imprensa grega especula que Esteban Cambiasso deve começar a sua carreira longe dos gramados como diretor técnico. O volante deu os primeiros passos no futebol no Independiente, da Argentina, em 1998. Depois atuou por River Plate (2001/2002), Real Madrid (2002/2004) e se tornou ídolo na Internazionale, onde jogou por 10 anos - de 2004 a 2014. Na sequência ainda atuou pelo Leicester City (2014/2015) e Olympiakos (2015/2017).

Além de atuar por grandes clubes europeus, Esteban Cambiasso se tornou um grande colecionador de títulos. Ele é o terceiro jogador da história do futebol argentino com mais conquistas. No total, levantou 24 troféus. Só perde para Alfredo Di Stéfano (26) e Lionel Messi (31).

Entre as principais conquistas estão o Campeonato Espanhol (2003/2004) e o Mundial Interclubes de 2002 pelo Real Madrid, além de cinco Campeonatos Italianos, a Liga dos Campeões da Europa (2009/2010) e o Mundial de Clubes da Fifa (2010) pela Internazionale. Na seleção argentina, Esteban Cambiasso disputou 74 partidas e participou da Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.