Com 8,28m no último salto, Duda é bicampeão mundial indoor

Atleta brasileiro supera Jinzhe Li, da China e Michel Torneús, da Suécia

Agência Estado

08 de março de 2014 | 17h21

SOPOT - Mauro Vinicius da Silva, o Duda, é bicampeão mundial indoor de atletismo. Neste sábado, assim como foi havia sido em Istambul (Turquia), há dois anos, o brasileiro deixou o melhor salto para o fim, chegou a 8,28m numa tentativa quase perfeita, e garantiu o ouro no salto em distância no Mundial de Sopot (Polônia).

A marca obtida por Duda neste sábado é exatamente igual à melhor dele em Istambul. A diferença é que, na ocasião, o brasileiro fez 8,28m na etapa classificatória. Na final, conquistou o ouro com 8,23m.

Na Polônia foi tudo ainda mais sofrido. Na fase de classificação, sexta, ele fez dois saltos ruins (7,64m e 7,58m) até chegar pressionado à última tentativa. Alcançou 8,02m e avançou em sétimo à final. Antes, porém, teve que torcer contra três rivais que ainda poderiam tirá-lo do grupo dos oito melhores.

Já neste sábado, Duda começou a competição bem, com 8,06m, garantindo uma boa classificação. Sempre perto dos oito metros, fez 7,94m na segunda tentativa, 8,04m na quarta, e queimou a terceira e a quinta.

Em quinto, chegou ao sexto e último salto precisando de 8,13m para chegar à zona de medalha e 8,23m para virar líder. Num salto veloz, em que aproveitou bem a tábua de impulsão (ficou a 3,2cm do limite), alcançou 8,28m e colocou pressão nos rivais. Dos que vieram depois dele, só um não queimou. O ouro veio quando Jinzhe Li, da China, queimou a última tentativa. O asiático terminou com a prata e Michel Torneús, da Suécia, com o bronze.

O salto de 8,28m, que deu o ouro a Duda, é o segundo melhor da temporada indoor de 2014, atrás apenas do russo Aleksandr Menkov, que terminou em quinto no Mundial. É também o novo recorde brasileiro.

GRANDE MOMENTO

Aos 27 anos de idade, Duda chega ao auge de sua carreira com o bicampeonato mundial. Nascido em Presidente Prudente, no interior de São Paulo, ele já disputou duas Olimpíadas. Em Londres, em 2012, ele ficou na 7.ª colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.