William Lucas/Divulgação
William Lucas/Divulgação

Com a prata, Martine e Kahena festejam aprendizado no Pan

Argentinas levam a melhor sobre as campeãs mundiais da 49erFX

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

18 de julho de 2015 | 22h12

Campeãs mundiais da classe 49erFX, Martine Grael e Kahena Kunze não conseguiram reverter a vantagem da dupla argentina na medal race e ficaram com a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Para elas, o saldo que fica é de aprendizado, que ajudará na caminhada rumo à Olimpíada do Rio.

"Colocamos muita pressão sobre a gente. Aprendemos muito aqui, acho que nunca tivemos uma competição como essa. O vento era muito fraco", explicou Martine, que festejou a mudança de condição na última regata. "Teve um pouco mais de vento na medal race, mas nos outros dias foi sofrido", continuou.

As duas minimizam o fato de terem sido derrotadas mesmo chegando como favoritas e preferem enaltecer as situações que puderam vivenciar no Canadá. "O evento em si foi bem legal. A experiência de estar dentro da Vila Pan-Americana em um evento grande como esse é muito bom", comentou Martine, filha do cinco vezes medalhista olímpico Torben Grael.

As brasileiras já entraram na medal race sabendo que precisariam tirar no mínimo quatro posições de diferença para o barco que estava na liderança. Só que a regata contou com apenas cinco duplas, o que tornava o desafio quase impossível. Chegaram em segundo, com as argentinas em quarto. No final, elas festejaram a prata. "Pela regata que fizemos na medal race, acho que temos de comemorar. Fomos muito bem", concluiu Martine.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-Americanosvela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.