Com departamento médico cheio, Figueirense tenta superação diante do Cruzeiro

O Figueirense visita o Cruzeiro neste sábado, às 21 horas, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, com um problema que geralmente começa a aparecer nas equipes na reta final da competição: o excesso de jogadores no departamento médico.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

21 de maio de 2016 | 08h00

No total, sete atletas do time catarinense se recuperam de lesões e dificultam a escalação para o técnico Vinícius Eutrópio. O meia Carlos Alberto e o atacante Lins estavam prontos para retornar e reforçar a equipe neste final de semana, mas voltaram a sentir dores e estão no departamento médico fazendo fortalecimento muscular.

O meia Everton Santos se recupera de lesão no tornozelo. O atacante Gabriel Esteves e o volante Dener sofreram grave contusão no joelho direito e só devem voltar aos gramados daqui seis meses. Outro com o mesmo problema é o lateral-direito Leandro Silva, mas que já está em fase mais avançada de recuperação e deve voltar antes. O zagueiro Nirley teve um estiramento no quadril e deve ficar mais três semanas no DM.

Quem aproveitou a oportunidade foi o volante Jocinei. O jogador voltou de lesão recentemente e tem agradado o treinador. "É sempre bom estar atuando, espero essas oportunidades desde janeiro. Espero sempre poder ajudar os companheiros e tenho que agradecer a confiança dos torcedores e do Eutrópio. A gente sabe que não estou 100%. Mais dois jogos estarei melhor", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.