Com dor no ouvido, piloto colombiano fica fora das 500 Milhas de Indianápolis

As 500 Milhas de Indianápolis sofreu mais uma baixa nesta sexta-feira. O piloto colombiano Carlos Huertas foi cortado da tradicional corrida da Fórmula Indy por conta de dores no ouvido. Faltando apenas dois dias para a prova, Huertas passou por exames e o médico Terry Trammell vetou sua participação na corrida.

Estadão Conteúdo

22 de maio de 2015 | 12h52

Consultor da Indy, o médico não revelou qual problema aflige o ouvido do piloto de 23 anos. Informou apenas que o colombiano da equipe Dale Coyne precisa passar por novas avaliações clínicas antes de voltar a pilotar na categoria. Ele havia obtido o 18º lugar no grid de largada.

O francês Tristan Vautier será o substituto de Huertas na prova de domingo. O colombiano é o segundo piloto a ser substituído nesta semana. Antes dele, o veterano Ryan Briscoe foi anunciado para entrar no lugar de James Hinchcliffe, cortado na equipe Schmidt Peterson após sofrer grave acidente nos treinos.

Hinchcliffe precisou passar por cirurgia e ficou internado na UTI no início da semana após protagonizar o quarto grave acidente na Indy em menos de uma semana. Na semana passada, o brasileiro Hélio Castroneves e o norte-americano Josef Newgarden sofreram fortes batidas - seus carros chegaram a decolar. E embora tenham saído ilesos, os acidentes levantaram dúvidas sobre a segurança dos carros da Fórmula Indy nos circuitos ovais.

No último domingo, no início do treino classificatório, foi a vez do norte-americano Ed Carpenter se envolver um forte acidente. A batida levou a direção de prova a exigir que houvesse uma mudança na aerodinâmica do carro de todas as equipes, diminuindo a potência e a velocidade. Apesar dos acidentes, os três pilotos estão garantidos na prova do fim de semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.