Com Gil de Ferran, Brasil terá equipe na Fórmula Indy

O Brasil terá uma equipe na Fórmula Indy. Gil de Ferran, duas vezes campeão da categoria, em 2000 e 2001, além de vencedor das 500 Milhas de Indianápolis, em 2003, formou sociedade com Jay Penske, filho de Roger Penske, com quem obteve as suas maiores conquistas na Indy, e Steve Luczo. O piloto do novo time será o jovem brasileiro Raphael Matos, que estreou na Indy no ano passado. O campeonato vai começar no dia 14 de março, em São Paulo.

LIVIO ORICCHIO, Agencia Estado

17 de fevereiro de 2010 | 11h54

Não é de hoje que Gil admira Roger Penske, a forma como esse bem sucedido empresário norte-americano conduz seus negócios nas várias áreas em que atua. A equipe na Indy é apenas um deles. E Roger é o mentor de Gil que, em janeiro de 2008, criou a de Ferran Motosport para disputar a American Le Man Series, com Honda. O passo para a Indy era uma questão de tempo. Pouco espaço de tempo, conforme o próprio Gil anunciou.

"Nosso objetivo é criar uma estrutura bem organizada, focalizada no desenvolvimento tecnológico e busca da velocidade". Por enquanto, a Luczo/de Ferran terá apenas um carro, "mas já estamos trabalhando duro para poder competir com dois, espero ter novidades nesse sentido em breve", explicou Gil.

A Luczo já existe e disputou as 500 Milhas de Indianápolis de 2007 com Ryan Briscoe, sendo a quinta colocada. Em 2008, esteve presente em algumas etapas do campeonato apenas. Mas, na temporada passada, largou em todas as provas com o estreante Raphael Matos, que terminou em 13.º lugar, com 312 pontos, diante de 616 do campeão, o escocês Dario Franchitti, da Chip Ganassi.

Quem conhece Gil de Ferran sabe que enquanto não atingir o máximo de eficiência no novo projeto não vai arrefecer. Foi assim como piloto e tem demonstrado o mesmo talento como dono de equipe. Será ele quem conduzirá a organização. Com os ensinamentos adquiridos na convivência com outro campeão, Roger Penske.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.