Com 'lesão séria', Kanaan diz que correrá em São Paulo

O brasileiro Tony Kanaan descartou nesta terça-feira a possibilidade de não disputar a etapa de São Paulo da Fórmula Indy, que será realizada no próximo dia 5 de maio, no circuito montado no Anhembi, na região norte da capital paulista. A presença do piloto da equipe KV na corrida brasileira chegou a ser colocada em dúvida por causa do forte acidente sofrido no último domingo, na etapa de Long Beach, nos Estados Unidos, que provocou uma série de lesões em sua mão direita.

AE, Agência Estado

23 de abril de 2013 | 16h29

Um exame de raio X realizado na última segunda-feira apontou que Kanaan sofreu uma luxação, teve alguns ligamentos rompidos e um hematoma na sua mão. O piloto, porém, minimizou a importância do problema ao projetar a sua participação na prova na capital paulista. "Correria no Brasil nem que tivesse com o braço quebrado", brincou, para depois prometer: "Foi uma lesão séria, mas ficarei bom com o tempo. Só preciso ficar em repouso absoluto neste momento para diminuir o inchaço, que é grande. Mas não vai me impedir de competir em São Paulo. Estarei lá".

Campeão da Indy em 2004, Kanaan acabou machucando a mão por causa de um giro brusco do volante de seu carro, que foi jogado em direção ao muro em Long Beach depois de ser tocado pelo monoposto guiado por Oriol Servia, da equipe Panther DRR, após o espanhol tentar ultrapassar o brasileiro.

Caso realmente corra no próximo dia 5, Kanaan irá completar a marca de 200 provas consecutivas disputadas na Indy. Após três etapas disputadas em 2013, ele ocupa a 12.ª posição do campeonato, com 59 pontos, enquanto o líder isolado é o seu compatriota Helio Castroneves, da Penske, com 99 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.