Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Com mistério, Grêmio recebe o Guaraní-PAR e precisa vencer para afastar pressão

O Grêmio recebe o Guaraní, do Paraguai, nesta quinta-feira, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, às 21h45, precisando da vitória. Se a situação no Grupo 8 da Copa Libertadores é relativamente confortável, o triunfo pela competição continental é fundamental para afastar o princípio de pressão sobre a equipe e o técnico Renato Gaúcho após a eliminação no Campeonato Gaúcho.

Gabriel Melloni, Estadao Conteudo

27 de abril de 2017 | 08h06


Preocupado em encerrar a hegemonia do Internacional, que venceu as últimas seis edições do Estadual, Renato Gaúcho priorizou a competição e chegou a poupar os titulares no empate da quinta-feira passada contra o próprio Guaraní, no Paraguai. Mas a estratégia não deu certo e o time tricolor caiu nas semifinais ao perder nos pênaltis para o Novo Hamburgo, no último domingo.


Imediatamente, os questionamentos sobre a opção de Renato Gaúcho ganharam força em Porto Alegre. Se o 1 a 1 com o Guaraní na semana passada foi considerado um bom resultado, até por ter acontecido fora de casa, a opção de ter levado todos os jogadores ao Paraguai, mesmo escalando apenas os reservas, e o mau futebol apresentado na eliminação do fim de semana foram motivos para críticas da torcida.


"Não colocamos nenhum jogador em risco. Quando falo da programação, sei o que estou fazendo. Se coloco a equipe toda e perco três ou quatro jogadores (no Paraguai), algumas pessoas vão falar: 'Por que não botou outro time?'. Eu faria tudo de novo. O grupo quis viajar, dando força para a outra equipe (reserva)", chegou a justificar o técnico.


A vaga para as oitavas de final da Libertadores, no entanto, está encaminhada. São sete pontos em três partidas, retrospecto igual ao do Guaraní, na liderança do Grupo 8. As equipes têm um ponto de vantagem para o Deportes Iquique, terceiro colocado, que tem um jogo a mais. Por isso, uma vitória nesta quinta-feira deixa o Grêmio bem perto da classificação.


Para o confronto, Renato Gaúcho fez mistério e fechou os treinos desta semana à imprensa. A principal dúvida é em relação ao substituto do lateral-direito Edílson, machucado. A tendência é que Léo Moura seja deslocado para o setor, o que abriria uma vaga no meio de campo. Se a opção for por uma escalação mais defensiva, o volante Arthur deve ser escalado. Se quiser um time ofensivo, o técnico pode escolher o atacante paraguaio Lucas Barrios, com Luan atuando um pouco mais recuado.


Por outro lado, o Guaraní sonha em surpreender na Arena Grêmio e vem embalado pela boa campanha no Campeonato Paraguaio, em que é o terceiro colocado, apenas um ponto atrás dos líderes Libertad e Olimpia. Um empate no Brasil deixa a equipe mais próxima da classificação e de repetir a campanha de 2015, quando surpreendeu e foi à semifinal da Libertadores, caindo para o River Plate.

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.