Jose Sena Goulão/EFE
Jose Sena Goulão/EFE

Com Neymar na torcida, Medina e Ítalo vão às quartas em etapa portuguesa do surfe

Atacante do PSG aproveita folga para torcer pelo amigo na etapa portuguesa do Circuito Mundial

Estadão Conteúdo

18 de outubro de 2018 | 13h58

Com a torcida de Neymar, que aproveitou uma folga no Paris Saint-Germain para acompanhar de perto nesta quinta-feira as disputas da etapa de Portugal do Circuito Mundial de Surfe, o brasileiro Gabriel Medina avançou às quartas de final, em Peniche, e deu novo passo em busca do título mundial desta temporada. O seu compatriota Ítalo Ferreira também triunfou em outras baterias do dia e lutará por vaga na semifinal.

Campeão em 2014, Medina assim também aumentou um pouco mais as suas chances de faturar um almejado troféu da temporada com a eliminação do compatriota Filipe Toledo em uma das baterias da terceira fase da competição. Uma das condições para que ele pudesse conquistar o bicampeonato já na etapa portuguesa seria a de que Filipinho terminasse essa competição com posição igual ou pior do que um 10º lugar.

E isso não ocorreu, pois ele não se classificou entre os 12 melhores que disputarão as quartas de final, fase na qual Medina assegurou presença ao superar o taitiano Michel Bourez e o português Frederico Morais na última bateria que disputou nesta quinta. O brasileiro somou 5.00 em sua primeira onda com pontuação dos juízes e depois mais 6.67 para garantir o seu triunfo com o total de 11.67. Segundo colocado desta bateria, Bourez contabilizou 7.84 ao total, enquanto o surfista da casa não conseguiu ter bom desempenho em nenhuma das ondas que pegou e terminou em terceiro com apenas 3.63.

Antes de bater o português e o taitiano, Medina abriu a quinta-feira de disputas em Peniche derrotando o australiano Ryan Callinan em um dos 12 confrontos da terceira fase em Peniche. O brasileiro chegou a estar em desvantagem de 11.66 a 7.57 e se viu obrigado a conquistar pelo menos uma nota 6.00 para superar o rival. E brilhou ao somar 7.93 e o seu adversário ainda sofreu uma punição por interferência em uma das ondas que Medina tentava descer em Peniche.

O adversário do campeão mundial de 2014 nas quartas de final será o australiano Matt Wilkinson, que foi o segundo colocado de uma bateria vencida pelo brasileiro Ítalo Ferreira. Ele somou 14.60 no somatório de notas, enquanto o surfista da Austrália terminou com 13.30. O havaiano Ezekiel Lau, com 6.00, foi eliminado nesta disputa. Já o adversário de Ítalo nas quartas de final será Michel Bourez, que avançou graças ao segundo lugar na bateria que dividiu com Medina e Frederico Morais.

Filipinho, por sua vez, acabou sendo superado por pouco pelo francês Joan Duru, em uma disputa muito equilibrada, por 12.50 a 12.10, em uma dos duelos da terceira fase. Depois disso, Duru também se garantiu nas quartas de final ao ser o primeiro colocado de uma bateria que contou com o japonês Kanoa Igarashi avançando em segundo lugar e o australiano Wade Carmichael sendo eliminado ao ficar em terceiro.

BRASILEIROS ELIMINADOS

Além de Filipinho, outros três brasileiros deram adeus à competição em baterias válidas pelo terceiro estágio da competição em Portugal. Michael Rodrigues foi superado por Michel Bourez por 12.33 a 11.14, enquanto Willian Cardoso perdeu para o australiano Adrian Buchan por 9.66 a 7.33 e Jesse Mendes acabou sendo batido por muito pouco (13.66 a 13.30) pelo compatriota Ítalo Ferreira.

O australiano Julian Wilson, que é um dos rivais de Medina na luta pelo título da temporada, só disputará nesta sexta-feira a sua bateria da quarta fase contra os seus compatriotas Owen Wright e Adrian Buchan. Por causa das condições ruins do mar em Peniche, que propiciou poucas ondas nesta quinta, essa disputa sequer foi iniciada. Essa bateria definirá os adversários de Joan Duru e Igarashi nas quartas de final.

Torcedor ilustre em Peniche, Neymar acompanhou o dia de competição de dentro de uma das áreas VIPs montadas pela WSL, a entidade de elite do surfe, na praia portuguesa, onde chegou a posar para fotos ao lado de Gabriel Medina. A nova chamada para os surfistas na competição será às 4 horas (de Brasília) desta sexta-feira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.