Com nova derrota, campeã Inter cai de forma melancólica

GELSENKIRCHEN

, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2011 | 00h00

A Inter de Milão, do técnico Leonardo, não foi nem sombra do time que levantou o troféu da Copa dos Campeões anterior. Aquela equipe que tinha verdadeira barreira defensiva foi eliminada de forma melancólica pelo Schalke 04, nas quartas de final, tomando 7 gols em duas partidas.

Depois de praticamente dar adeus à competição com derrota por 5 a 2 em casa, na semana passada, ontem, a atuação do time milanês não foi muito melhor. Nada de intimidar o adversário, atacar, tentar se despedir pelo menos de forma digna. A Inter foi derrotada novamente por um time que apenas queria comemorar com sua torcida a inédita classificação às semifinais. O incansável Raúl abriu o placar no final da primeira etapa. Thiago Motta ainda empatou no início do segundo tempo, mas o Schalke ainda fez mais um gol, com Höwedes, a 10 minutos do fim, selando a despedida dos atuais campeões: 2 a 1 (7 a 3 no agregado).

O Schalke agora terá parada duríssima para tentar chegar pela primeira vez numa final da Copa dos Campeões: enfrenta o Manchester United, que ainda não foi derrotado na competição. O primeiro jogo será dia 26, em Gelsenkirchen, e a decisão no dia 4 de maio, na Inglaterra.

SURPREENDENTE

Melhor campanha da história: Schalke 04 nunca havia chegado às semifinais da Copa dos Campeões

Passado de glórias: o time alemão tem 7 títulos nacionais, mas o último foi em 1958

Invencibilidade: perdeu só para o Lyon, no 1º jogo: 1 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.