Com prata, Phelps iguala recorde de medalhas olímpicas

Não foi da forma esperada, mas Michael Phelps escreveu mais uma vez o seu nome na história da Olimpíada. Nesta terça-feira, o astro norte-americano igualou o recorde de medalhas da ginasta russa Larissa Latynina em edições dos Jogos Olímpicos, com 18, ao conquistar a prata na prova dos 200 metros borboleta.

AE, Agência Estado

31 de julho de 2012 | 16h13

Phelps chegou aos Jogos de Londres com 16 medalhas no seu currículo, conquistadas nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, e de Pequim, em 2008. Nesta edição da Olimpíada, o norte-americano já havia conquistado uma prata, no revezamento 4x100 metros. Além disso, ficou em quarto lugar nos 400 metros medley. Agora, ele igualou Larissa Latynina e parte para tentar superar a marca da russa antes da sua aposentadoria.

Nesta terça-feira, Phelps liderou desde o início a final dos 200 metros borboleta, mas perdeu a ponta na parte final para o sul-africano Chad le Clos, que faturou o ouro com a marca de 1min52s96. Ele foi apenas 0s05 mais rápido do que o astro norte-americano, que fez o tempo de 1min53s01, e desperdiçou a chance de ser tricampeão olímpico da prova. A medalha de bronze da prova foi conquistada pelo japonês Takeshi Mashuda, com 1min53s21.

Entre as históricas 18 medalhas olímpicas, Phelps é dono de 14 ouros - oito em Pequim e seis em Atenas. Nesta edição da Olimpíada, ele ainda vai nadar as provas dos 200 metros medley e nos 100 metros borboleta. Além disso, deve ser utilizado nos revezamentos 4x100 metros medley e 4x200 metros livre. Assim, ele terá essas chances de bater o recorde de Larisa Latynina, que ganhou 18 medalhas, sendo nove de ouro, cinco de prata e quatro de bronze, entre a Olimpíada de Melbourne, em 1956, e a de Tóquio, em 1964.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.