Com proteção na mão, Ronaldo reencontra a bola em treino fechado

O Corinthians não admite mais ser apontado como carta fora do baralho no Brasileiro. E faz questão de se incluir entre os favoritos ao título. O grande motivo, além dos novos contratados, é o retorno de Ronaldo. O Fenômeno está louco para voltar e, ontem, surgiu a primeira pista de que pode estar em campo antes do clássico com o São Paulo, dia 27, no Morumbi. Pode até encarar o Coritiba, já na quarta. Num treino de finalizações fechados, cercado de mistérios, Ronaldo, com uma proteção na mão esquerda, foi atração. Ele fará testes para ver se suporta as dores.

Fábio Hecico, O Estadao de S.Paulo

10 de setembro de 2009 | 00h00

Uma tala idêntica à que o capitão William usou após lesão semelhante está sendo preparada para Ronaldo. Na época, o zagueiro afirmou ela ser eficaz.

O técnico Mano Menezes quer aproveitar o retiro em Itu, no qual comandará trabalhos sem que ninguém da imprensa veja para apurar os testes com Ronaldo - a ordem aos jogadores é para não falarem sobre o que está ocorrendo.

O camisa 9 adiantou, após tirar os pontos, estar louco para retornar aos gramados. Ressaltou, ainda, ser possível cumprir a meta de fazer os 13 gols que restam para chegar aos 30 prometidos.

"Estão colocando apenas três equipes (Palmeiras, Internacional e São Paulo) na briga pelo título. Estamos correndo por fora e podem nos incluir nesta lista", frisou o volante Elias, que ganhou aumento salarial. Pelas suas contas, o campeão nacional ficará nos 74 pontos e erguerá a taça quem mais somar pontos longe de casa. Com todos à disposição, incluindo Ronaldo, ele põe o Corinthians (36 pontos) como sério candidato. "Somos bastante fortes fora de casa", disse, entusiasmado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.