Com punição a Zonta, Salustiano leva 1.ª etapa da Stock

A primeira etapa da Stock Car, realizada neste domingo, no Autódromo de Interlagos, foi marcada pelos capôs dos carros. Ou melhor, pela falta deles. Ao todo, sete pilotos perderam o capô de seus carros durante a corrida, e um deles acabou por definir a vitória de Paulo Salustiano. Como Ricardo Zonta cruzou em primeiro, mas estava sem o capô, ele foi desclassificado e a bandeirada acabou sendo mesmo para Salustiano.

AE, Agencia Estado

29 de março de 2009 | 13h23

Atrás do piloto da Vogel Motorsport, chegou o atual campeão Ricardo Maurício, da equipe Eurofarma. Com o carro da Amir Nasr Racing, Antonio Pizzonia cruzou a linha de chegada na terceira posição e conquistou seu primeiro pódio na Stock Car. O triunfo de Salustiano também foi inédito na categoria, e foi conquistado após o piloto marcar a pole position no treino de sábado.

Mesmo largando em primeiro, Salustiano tinha dificuldade para se segurar na ponta e iniciou uma disputa com Zonta a poucas voltas do fim. O piloto da Panasonic Racing levou a melhor, mas um toque com o carro adversário acabou custando o seu capô pouco à frente, quando a peça saiu voando pela pista - assim aconteceu também com outros seis carros durante a corrida em Interlagos.

Sem o capô, Zonta foi chamado pela direção da prova para repor a peça, mas ele se recusou a fazê-lo, atendendo a uma ordem da equipe. Ignorando a bandeira preta e alaranjada, o piloto cruzou a linha de chegada na frente, mas não recebeu a bandeirada. A Panasonic Racing promete contestar o resultado.

"Este é um problema que aconteceu por causa de um erro do projeto. Ninguém teve chance de testar estes carros por mais do que 25 voltas e não achamos justo sermos penalizados por causa de um erro na construção do carro. Vamos brigar sim", avisou Juan Carlos, chefe da equipe de Zonta, em entrevista à TV Globo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.