AP
AP

Brasil encerra Parapan em primeiro no quadro de medalhas

País ganha 257 medalhas: 109 ouros, 74 pratas e 74 bronzes

Estadão Conteúdo

15 de agosto de 2015 | 20h33

O Brasil encerrou neste sábado sua participação nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto em primeiro lugar no quadro de medalhas e, de quebra, com o seu melhor desempenho na história da competição. A campanha rendeu no total 257 medalhas, sendo 109 de ouro, 74 de prata e 74 de bronze.

No último dia de competição, o Brasil faturou mais dois ouros. O primeiro veio no futebol de 7 com uma vitória por 3 a 1 sobre a Argentina. O outro foi no goalball masculino ao derrotar os Estados Unidos por 10 a 4.

Os números brasileiros da edição de 2015 do evento impressionam. Para se ter uma ideia, no Parapan de Guadalajara, em 2011, quando o País também fechou sua participação em primeiro lugar no ranking de medalhas, foram 197 pódios. No Rio, em 2007, foram 228 medalhas.

O Brasil foi a melhor delegação com grande folga sobre as demais. Conquistou mais ouros do que o Canadá (50), que foi segundo no quadro geral, e os Estados Unidos (39), terceiro colocado, juntos.

A delegação brasileira em Toronto contou com 271 atletas. Das 15 modalidades disputadas, terminou em primeiro em 10. A natação foi a que mais rendeu medalhas ao Brasil: 104 no total, sendo 38 de ouro. O nadador Daniel Dias foi maior medalhista da competição, com oito ouros. "78% dos atletas conquistaram pelo menos uma medalha", destacou o diretor técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Edilson Alves Tubiba.

A equipe brasileira venceu 34,38% das provas - nos últimos Jogos haviam sido 29,24%. Uma a cada três medalhas de ouro da competição foram para o Brasil. O presidente do CPB, Andrew Parsons, destacou o processo de renovação da equipe brasileira. "Em Guadalajara 19% das medalhas foram conquistadas por atletas abaixo dos 23 anos. Em Toronto foram 21,9%. Temos mais atletas jovens conquistando mais medalhas", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
Parapanbalanço

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.