Com segurança reforçada, queniano leva prova em Madri

O queniano Francis Kiprop foi o vencedor da Maratona de Madri, ocorrida neste domingo ainda sob temor pelos incidentes ocorridos em Boston. Antes da corrida foi respeitado um minuto de silêncio pelas vítimas das explosões de bombas ocorridas durante a prova na cidade norte-americana. Entre as mulheres, a espanhola Vanessa Veiga foi a campeã.

AE-AP, Agência Estado

28 de abril de 2013 | 15h53

Kiprop terminou o percurso em 2h10min37s, apenas 17 segundos à frente do segundo colocado, o também queniano Nickson Kurgat. A terceira colocação ficou com o etíope Herpasa Kitesa. Já Vanessa Veiga sagrou-se vencedora com o tempo de 2h36min38s.

Cerca de 26 mil pessoas participaram da prova, que teve segurança reforçada para impedir novos incidentes. Na Maratona de Boston, duas bombas explodiram perto da linha de chegada, deixando três mortos e centenas de feridos. Por isso, 1.100 policiais e seguranças contratados foram designados para o evento deste domingo.

Além de querer garantir a segurança dos presentes, a intenção era dar exemplo de organização, já que Madrid é uma das candidatas a sediar os Jogos Olímpicos de 2020. A cidade espanhola compete com Tóquio, no Japão, e Istambul, na Turquia. A decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) será anunciada em setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoMaratona de Madri

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.