Com time misto, a 1.ª vitória corintiana

Mesmo com seis reservas, time bate Barueri por 2 a 1 e Souza marca gol

Anelso Paixão, O Estadao de S.Paulo

24 de maio de 2009 | 00h00

O Corinthians marcou seus primeiros gols e venceu pela primeira vez em sua volta à Série A do Campeonato Brasileiro. E teve como heróis justamente dois reservas que andavam em baixa com a torcida. O primeiro gol da vitória sobre o Barueri por 2 a 1 foi do atacante Souza, de pênalti, o terceiro dele desde que estreou no clube, em janeiro. O segundo foi do zagueiro Jean, de cabeça, que fez ontem sua terceira partida como titular.O time entrou em campo com apenas cinco titulares - Felipe, Alessandro, Elias, Jorge Henrique e Dentinho - e precisou de pouco tempo para encontrar o caminho do gol. Aos 17 minutos, Jorge Henrique entrou na área driblando e foi derrubado. Pênalti. Souza, que vestia a camisa 43 em substituição a 50, pediu para bater e, apesar do temor do torcedor, não decepcionou. Aos 18 minutos, abriu o placar. A partir daí, a bola esteve sempre nos pés do Barueri, mas sem criar nenhum lance perigoso."Fiz uma homenagem ao meu pai com a camisa 50, mas agora chega", comentou Souza ao sair para o intervalo.No segundo tempo, depois de três minutos sem sair do campo do adversário, o Corinthians chegou ao segundo gol. Dentinho foi derrubado perto da área. Wellington Saci cobrou a falta com perfeição e o zagueiro Jean subiu para fazer 2 a 0.A exemplo do primeiro tempo, a partir daí, a pressão passou a ser do visitante, mas desta vez o goleiro Felipe se transformou em uma muralha. Fez grandes defesas e só foi vencido aos 47 minutos, quando o zagueiro Daniel Marques subiu mais que a defesa corintiana e diminuiu.Após o jogo, o lateral Alessandro, um dos titulares que ficou os 90 minutos em campo, comentou a importância da primeira vitória na competição. "Era uma partida importante para somarmos três pontos. Temos exemplos de outras equipes que fizeram um planejamento deixando o Brasileiro de lado e depois tiveram problemas", disse. O goleiro Felipe, destaque do segundo tempo, deixou o campo reclamando de dores no joelho direito. "Não quero ficar fora de nenhuma partida, mas agora precisa ver. A dor está limitando um pouco o movimento."Nos outros jogos de ontem, o Cruzeiro bateu o Vitória por 2 a 0, no Mineirão, com dois gols de Kléber, e o Internacional somou sua terceira vitória ao passar pelo Goiás, no Serra Dourada, por 1 a 0, gol de Taison.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.