Com um 4º e um 5º lugares, Brasil fica sem medalhas no contrarrelógio do ciclismo

O Brasil ficou sem medalhas no primeiro dia de disputas do ciclismo de estrada dos Jogos Pan-Americanos. As disputas começaram nesta quarta-feira, com as provas de contrarrelógio, e os brasileiros acabaram bem colocados, mas fora do pódio, com um quarto e um quinto lugares.

Estadão Conteúdo

22 de julho de 2015 | 17h25

O Brasil, assim como todas as potências regionais da modalidade, participa do Pan sem seus principais atletas, que estão na Europa. No masculino, o melhor resultado veio com Murilo Ferraz, de 24 anos, que terminou em quarto. Mas ele ficou a quase um minuto do medalhista de bronze - no contrarrelógio, os ciclistas largam individualmente e vence quem percorrer a distância no menor tempo. Sem a referência do desempenho dos rivais, a diferença no relógio fica mais acentuada.

Endrigo Rosa, de apenas 21 anos, também participou da prova e terminou em 11.º, a quase quatro minutos do campeão, o canadense Hugo Houle. Ignacio Prata, do México, ficou com a prata e Sean Mackinnon completou a dobradinha do Canadá, com bronze.

No feminino, a melhor brasileira foi Ana Paula Polegatch, de 26 anos, no quinto lugar, a pouco mais de trinta segundos do bronze. A veteraníssima Clemilda Fernandes, de 36 anos, ficou no nono lugar. EUA, Canadá e Honduras subiram ao pódio.

As competições de ciclismo de estrada seguem no sábado, com a prova de resistência. No feminino, Janilde Fernandes se junto ao time. Entre os homens, Thiago Nardin, João Marcelo Gaspar e Cristian Rosa se unem a Murilo. Ainda que o a modalidade seja essencialmente coletiva, o Pan só distribui medalhas no individual.

Em Guadalajara, vale lembrar, o Brasil não ganhou medalhas em nenhuma disciplina do ciclismo. Em Toronto, passou em branco no BMX e no mountain bike, mas foi ao pódio duas vezes no ciclismo de pista, com medalhas que não obtida desde 1995.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-Americanosciclismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.