Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Com 'vaquinha', seleção de futebol americano tenta chegar ao Mundial

Confederação Brasileira tenta conseguir R$ 90 mil para viajar ao Panamá e disputar seletiva por meio de financiamento coletivo

Estadão Conteúdo

15 de janeiro de 2015 | 14h29

Esporte número 1 dos Estados Unidos, o futebol americano realiza um Campeonato Mundial a cada quatro anos, sem a participação de atletas da NFL, e o Brasil quer pela primeira vez disputar a competição. A Confederação Brasileira de Futebol Americano, porém, não tem verba para que a seleção dispute uma seletiva contra o Panamá, na casa dos rivais.

Por isso, foi lançada uma campanha online para arrecadar os R$ 90 mil necessários para bancar a ida de 45 atletas, oito pessoas da comissão técnica e dois diretores para a Cidade do Panamá, onde o jogo está marcado para o dia 31 de janeiro.

A Federação Pan-Americana de Futebol Americano, ligada à federação internacional (IFAF, na sigla em inglês), tem 20 filiados, mas só Brasil e Panamá se inscreveram para disputar a seletiva do Mundial. México, Canadá e EUA estão garantidos como três melhores da edição de 2011 do torneio. O Mundial estava previsto para acontecer em Estocolmo (Suécia), mas na semana passada teve sua sede alterada para mês Canton, em Ohio, nos Estados Unidos. Vão participar do Mundial apenas 12 equipes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.