Coma e Al-Attiyah conquistam título do Rally Dakar

Sem surpresas na 13ª e última etapa, disputada neste sábado, entre Córdoba e Buenos Aires, na Argentina, o piloto espanhol Marc Coma confirmou o favoritismo nas motos e conquistou o seu terceiro título na história do Rally Dakar. Entre os carros, o campeão da prova foi inédito: Nasser Al-Attiyah, do Catar.

AE, Agência Estado

15 de janeiro de 2011 | 16h33

Tanto Coma quanto Al-Attiyah entraram na última etapa com folgada vantagem na liderança de suas categorias. Assim, eles só tiveram que administrar o resultado deste sábado, sem correr riscos no percurso de 181 quilômetros de trecho cronometrado, que levou os participantes do rali de Córdoba a Buenos Aires.

Coma, por exemplo, foi apenas o quinto colocado na última etapa, com o tempo de 1h27min23, mas não muito longe do belga Frans Verhoven, que venceu com 1h25min07. Assim, o piloto espanhol assegurou a liderança da prova e pôde comemorar o seu terceiro título no Rally Dakar, repetindo os feitos de 2006 e 2009.

Al-Attiyah, por sua vez, entrou na última etapa com quase 50 minutos de vantagem na liderança. E ele ainda foi o segundo colocado neste sábado, com o tempo de 1h16min46, atrás apenas do espanhol Carlos Sainz, que venceu com 1h16min08. Assim, o piloto do Catar, ao lado do navegador espanhol Lucas Cruz, foi o campeão.

O melhor brasileiro na edição de 2011 do Rally Dakar, a terceira seguida na América do Sul, foi Jean Azevedo. Com um terceiro lugar na etapa deste sábado - completou o percurso em 1h25min26, apenas 19 segundos atrás do vencedor Frans Verhoeven -, ele conseguiu a sétima colocação na classificação geral das motos.

Na disputa dos carros, o Brasil também teve um piloto entre os 10 primeiros colocados. Ao lado do navegador Youssef Haddad, Guilherme Spinelli terminou o Rally Dakar na nona posição, depois de ter conseguido o sétimo lugar na última etapa, quando completou o percurso de 181 quilômetros em 1h20min06.

O Rally Dakar ainda teve a disputa de outras duas categorias. Nos quadriciclos, o argentino Alejandro Patronelli repetiu o feito do seu irmão Marcos no ano passado e conquistou o título da prova. E nos caminhões, o russo Vladimir Chagin, competindo ao lado de Sergey Savostin e Ildar Shaysultanov, foi o campeão.

Tudo o que sabemos sobre:
Rally Dakar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.