Começa nesta quinta-feira o Rally dos Sertões

Começa nesta quinta-feira, com largada às 8 horas, a 14ª edição do Rally Internacional dos Sertões. A primeira etapa, entre as cidades de Goiânia e Minaçu, ambas em Goiás, terá um percurso de percurso de 646 quilômetros, sendo 223 quilômetros de trechos cronometrados.O maior rali da América Latina, com percurso de 3.878 quilômetros, irá passar por seis estados brasileiros (Goiás, Tocantins, Maranhão, Piauí, Bahia e Minas Gerais) e tem chegada prevista para o dia 4 de agosto, em Porto Seguro. O goiano Fabrício Marchesi largará na frente entre as motos. Ele fez o melhor tempo no prólogo desta quarta-feira, ao completar o circuito de 2.370 metros com trechos mistos, lombadas, areia fofa, curvas, em 3 minutos e 20 segundos. Na segunda posição ficou Jean Azevedo, seguido de José Hélio Rodrigues.Esta é a quarta participação de Fabrício Marchesi no Rally dos Sertões. Para ele, a classificação foi importante, pois largando na frente não pegará tanta poeira. Quanto à prova, diz que será muito dura. ?Os trechos este ano estão mais travados e exigem muita técnica?, afirmou. Cyril Despres, da França, e Francisco López, do Chile, foram os melhores entre os estrangeiros que competem no Rally dos Sertões em busca de pontos para o Mundial Cross Country. Campeão do Rali Dacar no ano passado e vice este ano, Despres marcou o sexto melhor tempo: 3 minutos e 31 segundos. Já o chileno López foi o quarto colocado, com 3 minutos e 26 segundos. Entre os carros, Klever Kolberg, bicampeão do Rally dos Sertões (1997 e 1998), largará na frente com seu navegador Eduardo Bampi. Na prova cronometrada, ele fez o mesmo tempo de Felipe Bibas (3 minutos e 38 segundos), mas no critério de desempate prevaleceu a classificação do ano anterior, quando Klever chegou na frente de Felipe e seu navegador Emerson Cavassin Nos caminhões, Ricardo Domingues (piloto) e Solon Mendes (navegador) largarão na ponta, após marcarem 4 minutos e 22 segundos, seguidos por Amable Barrasa e Jose Papacena,com 4m35, e André Azevedo e Maykel Justo, com 5m04. Ação social e ambientalAlém da prova, a organização do Rally dos Sertões promove ações sociais e ambientais ao longo do percurso, que beneficiam as comunidades das cidades por onde o evento passa, e as trilhas são deixadas como foram encontradas. Nos acampamentos, o lixo reciclável é coletado. Mais de 30 profissionais voluntários atuam na área da saúde, educação, cultura, meio ambiente e inclusão digital durante o Rally dos Sertões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.