AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Começa nesta quinta-feira o Rally dos Sertões

Começa nesta quinta-feira, com largada às 8 horas, a 14ª edição do Rally Internacional dos Sertões. A primeira etapa, entre as cidades de Goiânia e Minaçu, ambas em Goiás, terá um percurso de percurso de 646 quilômetros, sendo 223 quilômetros de trechos cronometrados. O maior rali da América Latina, com percurso de 3.878 quilômetros, irá passar por seis estados brasileiros (Goiás, Tocantins, Maranhão, Piauí, Bahia e Minas Gerais) e tem chegada prevista para o dia 4 de agosto, em Porto Seguro. O goiano Fabrício Marchesi largará na frente entre as motos. Ele fez o melhor tempo no prólogo desta quarta-feira, ao completar o circuito de 2.370 metros com trechos mistos, lombadas, areia fofa, curvas, em 3 minutos e 20 segundos. Na segunda posição ficou Jean Azevedo, seguido de José Hélio Rodrigues. Esta é a quarta participação de Fabrício Marchesi no Rally dos Sertões. Para ele, a classificação foi importante, pois largando na frente não pegará tanta poeira. Quanto à prova, diz que será muito dura. ?Os trechos este ano estão mais travados e exigem muita técnica?, afirmou. Cyril Despres, da França, e Francisco López, do Chile, foram os melhores entre os estrangeiros que competem no Rally dos Sertões em busca de pontos para o Mundial Cross Country. Campeão do Rali Dacar no ano passado e vice este ano, Despres marcou o sexto melhor tempo: 3 minutos e 31 segundos. Já o chileno López foi o quarto colocado, com 3 minutos e 26 segundos. Entre os carros, Klever Kolberg, bicampeão do Rally dos Sertões (1997 e 1998), largará na frente com seu navegador Eduardo Bampi. Na prova cronometrada, ele fez o mesmo tempo de Felipe Bibas (3 minutos e 38 segundos), mas no critério de desempate prevaleceu a classificação do ano anterior, quando Klever chegou na frente de Felipe e seu navegador Emerson Cavassin Nos caminhões, Ricardo Domingues (piloto) e Solon Mendes (navegador) largarão na ponta, após marcarem 4 minutos e 22 segundos, seguidos por Amable Barrasa e Jose Papacena,com 4m35, e André Azevedo e Maykel Justo, com 5m04. Ação social e ambiental Além da prova, a organização do Rally dos Sertões promove ações sociais e ambientais ao longo do percurso, que beneficiam as comunidades das cidades por onde o evento passa, e as trilhas são deixadas como foram encontradas. Nos acampamentos, o lixo reciclável é coletado. Mais de 30 profissionais voluntários atuam na área da saúde, educação, cultura, meio ambiente e inclusão digital durante o Rally dos Sertões.

Agencia Estado,

26 Julho 2006 | 20h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.