Comissão de Atletas do COB elege Emanuel presidente

Jogador de vôlei de praia terá Hortência, eleita vice-presidente, ao seu lado nos trabalhos

AE, Agência Estado

26 de fevereiro de 2013 | 21h13

RIO - A nova Comissão de Atletas do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) realizou nesta terça-feira sua primeira reunião na sede da entidade, no Rio. Entre os assuntos discutidos, houve uma votação para definir o presidente da comissão, e o escolhido foi o jogador de vôlei de praia Emanuel.

Dono de três medalhas olímpicas na modalidade, sendo uma de ouro em Atenas-2004, Emanuel terá o dever de comandar esta nova comissão. Ele terá ao seu lado a ex-jogadora de basquete Hortência, eleita vice-presidente.

Feliz com a eleição, Emanuel disse o que espera da comissão. "A Comissão de Atletas é um fórum em que todos têm a oportunidade de expor suas ideias e levar aos atletas de suas modalidades e dos esportes que têm mais contato. A grande intenção do COB é fazer com que os atletas estejam mais próximos das decisões. Como os próximos Jogos Olímpicos serão aqui e são tantas as responsabilidades em cima dos atletas, temos que saber o nosso papel e começarmos a interagir para desenvolver ainda mais o esporte brasileiro."

Esta primeira reunião contou com 14 dos 19 participantes da comissão. Ela começou a ser formada no início do mês, quando 14 integrantes foram eleitos em votação com mais de 200 atletas que participaram de pelo menos uma das últimas duas Olimpíadas. Depois, o próprio COB indicou mais quatro nomes para completar o grupo - o 19.º elemento é Isabel Clark, do snowboard, que já fazia parte e permanece na comissão até o Jogos Olímpicos de Inverno de Socchi, em 2014.

A Comissão de Atletas do COB foi criada em 2009, inspirada em uma organização de atletas fundada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), tendo o medalhista olímpico de vôlei Bernard Rajzman como seu primeiro presidente. O mandato desta segunda comissão durará até o fim deste ciclo olímpico, com os Jogos do Rio, em 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.