Nilton Fukuda|Estadão
Nilton Fukuda|Estadão

Comitê Paralímpico Brasileiro abre consulta pública para atualização do estatuto

Propostas poderão ser enviadas à entidade até o dia 25 de janeiro

Redação, Estadão Conteúdo

09 Janeiro 2019 | 21h01

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) está realizando uma consulta pública a fim de atualizar e aprimorar seu estatuto social. A ideia é receber contribuições de qualquer pessoa em uma iniciativa inédita. As propostas poderão ser enviadas até 25 de janeiro e mais informações podem ser encontradas no site da entidade: http://www.cpb.org.br.

"Preservamos os valores versados na Carta Magna brasileira, a Constituição Federal, que recém-completou 30 anos de promulgação, segundo a qual 'todo o poder emana do povo'. Cremos que o momento atual do esporte, do país, da sociedade de uma forma geral pleiteia uma unidade colaborativa, de modo que todos os setores possam se ajudar e possam fazer as instituições avançarem", explica Mizael Conrado, presidente do CPB.

O comitê indica que todas as sugestões serão analisadas por uma comissão formada por representantes de diversos setores do segmento paralímpico, desde que elas não sejam antijurídicas, não firam os valores, a missão e a visão do CPB e ainda não afrontem dispositivos infralegais. O próximo passo é passar por deliberação na Assembleia Geral do CPB, que será realizada em março.

"O Conselho de Atletas enxerga este momento como oportuno para que possamos fazer reflexões e entregar propostas que possam vir ao encontro dos nossos anseios, reivindicações e necessidades. Enfatizamos que essa é uma oportunidade ímpar para que possamos ter participação em um instrumento tão importante para os atletas", comenta Simone Rocha Camargo, atleta do goalball e presidente do Conselho de Atletas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.