Comitê pune dois dirigentes brasileiros do judô por briga

O Comitê Organizador dos JogosPan-Americanos do Rio disse na segunda-feira que cancelou ascredenciais de dois dirigentes brasileiros, Francisco Neto eEduardo Costa, por causa da briga na final do judô feminino,que envolveu atletas, espectadores e integrantes dedelegações. O COB (Comitê Olímpico Brasileiro) também comunicou quedecidiu suspender os dois dirigentes de participações emcompetições e eventos oficiais por quatro anos, incluindo osJogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011. Neto e Costa representam as federações de judô dos Estadosde Maranhão e Ceará, respectivamente. A briga aconteceu no domingo, na final da categoria de até52 kg, quando a cubana Sheila Espinosa ganhou o ouro dabrasileira Érika Miranda devido a uma punição do juiz, queconsiderou que ela atacara em falso, já na prorrogação da luta. O público se exaltou e vaiou a decisão, e pouco depoisintegrantes da delegação cubana enfrentaram funcionários quetrabalhavam na transmissão do evento, que segundo os cubanoshaviam feito provocações. A confusão espalhou-se no Pavilhão 4 do Riocentro, eespectadores acabaram se envolvendo, lançando copos d''água epapéis contra as autoridades. Até cadeiras voaram. O Co-Rio, o comitê organizador, disse em uma nota quedecidiu punir os dois dirigentes brasileiros com base norelatório de seus representantes no Riocentro. "O Co-Rio reafirma que, em defesa do ''fair play'' noesporte, sempre adotará atitudes enérgicas dentro de suajurisdição e competência", afirmou. A entidade reiterou o "repúdio a toda e qualquer ação querompa com o ambiente de fraternidade entre os povos que é umdos pilares dos Jogos Pan-Americanos." A final do handebol masculino, no domingo, também registrouconfrontos. O Brasil ganhou da Argentina por 30 a 22, mas osargentinos irritaram-se com as provocações do jogador LeandroBertolini, que mostrava a língua para os adversários. A brigaentre as duas equipes durou vários minutos. (Por Julio Villaverde)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.