Fotojump / CBRu
Fotojump / CBRu

Confederação Brasileira de Rúgbi anuncia patrocínio da CSN para a modalidade

Parceria com a multinacional brasileira visa estimular e garantir recursos para a prática do esporte entre os jovens

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de março de 2022 | 17h03

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) anunciou nesta sexta-feira o início de sua parceria com a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). O patrocínio tem duração de um ano e seu valor será utilizado para "difundir a cultura da modalidade" no País.

Dessa forma, os recursos serão empregados na formação de jovens atletas e no fortalecimento das seleções brasileiras masculina (Tupis), feminina (Yaras) e na franquia masculina "Cobras Brasil XV", gerenciada pela CBRu desde 2020 para a disputa de competições internacionais.

Ao longo do próximo ano, atletas das seleções brasileiras realizarão ações em parceria com a Fundação CSN visando inspirar jovens a conhecerem e entrarem em contato com o rúgbi. Nas palavras da CSN, o investimento se deve ao fato de "reconhecer a CBRu como uma entidade esportiva seriamente comprometida com a geração de impacto positivo na sociedade".

"Depois da saída recente de um grande parceiro, trabalhamos rápida e intensamente para trazer um aliado de peso como a CSN que investe no esporte como ferramenta de inclusão social. Nossa comunidade rugbier é privilegiada em contar com este apoio significativo que terá como foco incentivar o esporte entre meninos e meninas e aprimorar o trabalho desenvolvido pela Confederação", afirmou Mariana Miné, CEO da CBRu.

A parceria entre CSN e CBRu também prevê outras ações, além dos eventos pontuais com os atletas. Dentre estas, destacam-se o "Rugby Day" em Volta Redonda, voltado para adolescentes do "Projeto Garoto Cidadão treinos e plaestras abertas para comunidades parceiras da CSN, como Heliópolis e Paraisópolis.

Além desses, também está confirmada uma partida dos Tupis em Volta Redonda, cidade que abriga o principal parque industrial da companhia siderúrgica. Jogadores e profissionais do rugby brasileiro farão treinamentos presenciais e virtuais de professores da rede de ensino local e jovens da região serão convidados para a partida, com acesso a atividades lúdicas para estimular a prática esportiva.

"É uma honra ter a nossa marca associada a um projeto tão importante como este da Confederação Brasileira de Rugby. O esporte propicia desenvolvimento, disciplina, trabalho em equipe, elementos que para nós são muito importantes e estão totalmente alinhados aos nossos valores e à nossa agenda ESG. Nossa intenção é, por meio da Fundação CSN, executar em parceria com a CBRu ações que beneficiem as regiões onde atuamos", destacou Fabio Silvestre, gerente de projetos da Fundação CSN.

A primeira aparição da parceria entre CSN e CBRu será nesse domingo, 13. O Cobras Brasil XV, comandado pelo técnico Fernando Portugal, inicia sua jornada a partir das 12h (horário de Brasília) na terceira edição da Superliga Americana de Rugby (SLAR). Na estreia, o adversário dos brasileiros será o Peñarol e a transmissão será feita pela ESPN através do Star+, serviço de streaming do grupo Disney.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.