Confederação de handebol confirma saída de técnicos

A Confederação Brasileira de Handebol confirmou a saída dos treinadores espanhóis Jordi Ribera, da seleção masculina, e Juan Oliver, da seleção feminina. O desligamento de ambos era dado como certo desde o fim dos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto.De acordo com Manoel Luiz, presidente da CBH, a saída dos espanhóis não foi traumática. "Foi apenas o final de um ciclo. Nestes últimos anos, apesar dos resultados de Pequim, onde de fato esperávamos por uma classificação melhor das duas equipes, houve, sim, uma evolução do handebol brasileiro", afirmou.A CBH ainda não anunciou quem serão os substitutos dos treinadores. De acordo coma entidade, os nome só serão definidos no início da próxima temporada. Manoel Luiz não quis citar nomes, mas deu a entender que os novos treinadores também serão estrangeiros."Temos que evoluir sempre, e já estamos dialogando com outros profissionais do primeiro mundo do handebol para que assumam nossas equipes", afirmou o dirigente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.