Tiago Queiroz|Estadão
Tiago Queiroz|Estadão

CBRu assume responsabilidade por filas e se desculpa

Entidade vai compensar torcedores que se sentiram incomodados com o problema com ingresso especial para próximo jogo

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

25 de abril de 2016 | 19h05

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) assumiu a responsabilidade pelas longas filas do lado de fora do Allianz Parque, que recebeu a partida entre Brasil e Uruguai, e prometeu compensar os torcedores que se sentiram incomodados com o problema. A ideia é reparar os possíveis danos para o duelo de sábado, no Pacaembu, entre Brasil e Chile.

"Para compensar pelo menos um pouco a má experiência do sábado passado, teremos uma mesa e portão de ingresso especial para os que não conseguiram entrar no Allianz Parque. Eu estarei atendendo nessa mesa a maior quantidade de tempo possível para poder cumprimentar pessoalmente e pedir desculpas individualmente pelo acontecido", afirmou Agustín Danza, CEO da entidade.

Muita gente deixou para comprar ingresso de última hora para assistir ao duelo no estádio do Palmeiras ou comprou pela internet, mas deixou para retirar a entrada nas bilheterias. Com apenas cinco guichês abertos (depois esse número foi para oito), filas enormes se formaram no entorno do estádio, causando irritação em quem esperava para poder entrar na arena. Muita gente só conseguiu entrar no segundo tempo do duelo e outras desistiram e foram embora.

Agora, para adquirir o ingresso especial, o torcedor precisa mandar um e-mail para office@brasilrugby.com.br com o assunto "Allianz Parque", com nome e RG das pessoas que estavam na hora do jogo e que não conseguiram entrar. "Também sortearemos 30 ingressos VIPs entre as pessoas inscritas, para que possam aproveitar um jogo de um jeito especial", afirmou Danza.

Tudo o que sabemos sobre:
Allianz ParqueRugbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.