Conmebol aprova início do Sul-americano feminino sub-17

Problemas logísticos não impedem o aval da entidade sul-americana para a realização da competição

14 de janeiro de 2008 | 19h16

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) aprovou o início do primeiro Sul-americano feminino sub-17 de futebol, no Chile, após a disputa das primeiras rodadas da competição no último fim de semana. O parecer foi dado hoje pelo diretor-executivo da Conmebol, Eduardo Deluca, que está observando o desenvolvimento da competição e opinou que pequenos problemas no transporte e na estadia das delegações não têm alterado o desenvolvimento do evento.O torneio começou no sábado na cidade de Melpilla, cerca de 65 quilômetros a sudoeste de Santiago, e vale três vagas no primeiro Mundial da categoria, a ser jogado este ano, na Nova Zelândia. A seleção brasileira atua pelo grupo B na cidade de Peñalolén e estreou no domingo com uma vitória por 1 a 0 sobre o Uruguai, com gol da meio-campista Thaís.A rodada do grupo B foi alterada por causa da falta de energia elétrica em vários momentos da partida entre Brasil e Uruguai, situação que os organizadores atribuíram a "um imprevisto" e que os levou a aplicar medidas para que isso não volte a ocorrer.Deluca disse que a primeira rodada do torneio o encheu de "surpresa e satisfação" por causa da resposta do público e da qualidade das equipes. Segundo o diretor-executivo da Conmebol, o futebol feminino ainda é incipiente no continente, "mas esta competição servirá para ganhar experiência".

Tudo o que sabemos sobre:
Sul-americano feminino sub-17Conmebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.