Conselho africano: 'É hora de começar a fazer'

RIO

, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2010 | 00h00

Soou mais como conselho de amigo do que como crítica. Mas o presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo da África do Sul, Danny Jordaan, deixou mensagem clara ontem para os colegas que vão tocar o projeto do Mundial de 2014. "Não há mais tempo para falar. Tem de começar a fazer."

A declaração de Jordaan foi dada no encerramento da Soccerex Global Convention, feira internacional de negócios realizada no Forte de Copacabana.

Jordaan fez coro às palavras do ministro do Esporte, Orlando Silva, que, na abertura do evento, criticou a lentidão das obras de reforma dos aeroportos brasileiros, preocupação também destacada pelos presidentes da CBF, Ricardo Teixeira, e do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman.

"Tínhamos um projeto de um novo aeroporto para Durban, tema que ficou em discussão por 15 anos. Na hora do aperto, tivemos de fazer um aeroporto em 15 meses. O problema muitas vezes é que se perde muito tempo conversando, discutindo e fazendo reuniões antes de se pôr em prática o projeto", declarou.

Para Jordaan, aeroportos são tão importantes quanto estádios para quem vai sediar uma Copa do Mundo. "Um estádio leva de 24 a 27 meses para ser construído. Portanto, é preciso começar as obras o mais cedo possível." Ele ressaltou que as arenas têm de ser testadas antes do evento principal.

"Por isso, a necessidade de aprontá-los logo, pois é preciso saber com antecedência o funcionamento da iluminação, dos acessos, do estacionamento, da segurança, dos credenciamentos", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.