Contador apresenta defesa final para evitar suspensão

Alberto Contador apresentou nesta terça-feira a sua defesa para tentar evitar a suspensão proposta de um ano por um resultado positivo em exame antidoping realizado durante a última edição da Volta da França. Ele entregou documentação adicional às autoridades do ciclismo espanhol para mostrar que o resultado do exame por carne contaminada não ocorreu por culpa ou negligência.

AE, Agência Estado

08 de fevereiro de 2011 | 14h37

Contador pode perder o seu terceiro título da Volta da França e ficar fora da edição de 2011 se for confirmada a suspensão de um ano. "Com os documentos apresentados e os dois novos pontos que introduzimos existe a esperança de que mude isto", disse o ciclista à rádio nacional espanhola. "A regra diz que o atleta deve demonstrar responsabilidade e negligência para que se aplique uma punição".

O clenbuterol foi encontrado em um exame no teste feito em 21 de julho de 2010, que era um dia de descanso na Volta da França. O ciclista apresentou 35 páginas além das 90 que havia entregado antes, destacando que as legislações da União Internacional de Ciclismo (UCI) e da Agência Mundial Antidoping (Wada) sugerem que se possa cancelar uma suspensão se o atleta não tiver tido intenção de enganar e indicar o consumo não intencional de um estimulante.

Parte da defesa de Contador é o caso do tenista francês Richard Gasquet, que evitou uma suspensão depois de mostrar que havia ingerido cocaína inadvertidamente ao beijar uma mulher em uma casa noturna. A decisão final é esperada ainda para esta semana, ainda que o veredicto possa ser alvo de apelação na Corte Arbitral do Esporte por parte do ciclista, da UCI ou da Wada.

"O exame de um atleta deu positivo no México, onde se usa o clenbuterol no gado, mas na União Europeia (UE) passa por mais controles e é ilegal engordar gado com essa substância. Nunca poderia esperar que a carne estivesse contaminada", disse Contador.

O clenbuterol está proibido desde 1996 e só apareceu uma vez em 83.203 mostras de animais nos países da UE em 2008 e 2009. Não houve casos positivos na Espanha em 19.431 amostras analisadas. Clenbuterol está totalmente proibido por sua capacidade para crescimento e queima de gordura.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismoAlberto Contadordoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.