Contador diz que é inocente e apelará de suspensão

Alberto Contador disse nesta sexta-feira que apelará de qualquer suspensão por seu resultado positivo em um exame antidoping na Volta da França. "Defenderei a minha inocência até o final", afirmou o ciclista, dois dias depois da Federação Espanhola de Ciclismo propor uma suspensão de um ano por conta do teste que acusou a presença da substância clenbuterol.

AE-AP, Agência Estado

28 de janeiro de 2011 | 15h15

O espanhol alega que o resultado foi positivo por conta do consumo de uma carne contaminada. "Me sinto como uma vítima, uma vítima do sistema", assinalou Contador. "Agora já não creio no sistema antidoping". "Me considero um exemplo de limpeza. Por isso é tão difícil ver como me difamam, dizem barbaridades de mim todo dia, quando o único erro foi que comi uma carne sem verificar se tinha clenbuterol", completou.

Ele avaliou o processo disciplinar como "vergonhoso" e garantiu que fará todo o possível para que se mudem as regras sobre clenbuterol. "Estamos ante uma norma, uma regra que é obsoleta", assinalou. "Nada no meu caso me ajudou a conseguir a vitória na Volta da França".

Contador tem até 9 de fevereiro para mostrar novas provas na sua defesa, antes que se tome uma decisão final. "Nestes dez dias que tenho vou trabalhar tudo o que posso para que haja justiça", indicou. "Vamos fazer tudo o que podemos. Depois de tudo o que mostramos, é absolutamente impossível".

A punição usual para este tipo de caso é uma suspensão de dois anos, mas Contador afirmou que não aceita a sanção menor proposta pela federação por considerar que a sua "honra" está em jogo. "O que dói é que todos os cientistas sabem que sou inocente. Isso dói. É triste, realmente triste".

Ele disse que continuará treinando com a equipe Saxo Bank, com a qual firmou um contrato por dois anos a partir desta temporada. "Agora mesmo o que penso é em solucionar a situação na que estou neste momento. Estar na Volta da França [de 2011] me motiva muito", assinalou.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismoAlberto Contadordoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.