Eric Gaillard/Reuters
Eric Gaillard/Reuters

Contador ganha etapa e é o novo líder da Volta da França

Espanhol vence a corrida entre as cidades de Pontarlier e Verbier e assume a ponta da tradicional prova

Agencia Estado

19 de julho de 2009 | 13h06

A Volta da França, prova de ciclismo mais tradicional do mundo, tem um novo líder. Neste domingo, o espanhol Alberto Contador, da equipe Astana, venceu a 15.ª etapa da competição, entre as cidades de Pontarlier e Verbier (na Suíça), e assumiu a liderança geral.

Com o tempo de 5h03min58s, Contador terminou na frente os 207,5 quilômetros do percurso encerrado em território suíço. O ciclista de Luxemburgo, Andy Schleck, da equipe Saxo Bank, ficou em segundo lugar, a 43 segundos. O italiano Vincenzo Nibali, da Liquigas, foi o terceiro - a 1 minuto e 3 segundos de diferença.

Campeão em 2007, o espanhol está com um tempo geral de 63h17min56s. Contador está agora com 1 minuto e 37 segundos de vantagem em relação ao norte-americano Lance Armstrong, heptacampeão da Volta da França (1999 a 2005) e seu companheiro de equipe, que ficou em nono lugar na etapa.

Já o italiano Rinaldo Nocentini, que liderou a competição da sétima à 14.ª etapa, caiu para o sexto lugar. O ciclista da equipe AG2R-La Mondiale está a 2 minutos e 30 segundos de vantagem de Contador.

Nesta segunda-feira, a Volta da França terá o seu segundo dia de descanso. No retorno à competição, na terça, o percurso de 159 quilômetros será entre as cidades de Martigny e Bourg-Saint-Maurice.

ABANDONOS

O domingo teve a confirmação da desistência de dois ciclistas. Um deles é o belga Tom Boonen, ex-campeão mundial, que se sentiu mal durante a noite de sábado e preferiu abandonar a Volta da França. Ele ocupava a 79.ª posição na classificação geral.

O outro é o russo Vladimir Efimkin, da equipe AG2R, que desistiu no meio do percurso da 15.ª etapa com dores no lado esquerdo do corpo, principalmente no joelho, provocadas por uma queda durante a 11.ª etapa, na última quarta. Efimkin, 11.º colocado na competição do ano passado, estava em 16.º lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.