Contas de Belluzzo são reprovadas pelo COF

Luiz Gonzaga Belluzzo sofreu na noite de quarta-feira sua maior derrota desde que assumiu a presidência do Palmeiras. Em reunião do Conselho de Orientação Fiscal (COF), as contas de abril foram reprovadas, por 10 votos a 7. A última vez que isso ocorreu foi no mandato de Affonso Della Monica, há mais de dois anos.

, O Estado de S.Paulo

30 de abril de 2010 | 00h00

A derrota é, na verdade, política. Ao votar conta o balanço do último mês, os "cofistas" manifestaram seu descontentamento com o trabalho do atual presidente. Em março, as contas haviam sido aprovadas por 9 a 8. Ou seja, pessoas que antes estavam ao lado de Belluzzo agora se voltaram contra a gestão.

"Para mim, uma conta só é reprovada se houver fraude ou dolo", diz Francisco Buzico, diretor financeiro. "O significado desta votação é político, é uma reprovação à gestão." As contas do Palmeiras não fecham no azul há meses. O último prejuízo contabilizado foi de R$ 2,44 milhões, referente ao primeiro trimestre do ano. Se não vender um jogador, dificilmente o clube conseguirá se equilibrar. / D.A.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.