Contra Neymar, chilenos vão copiar Vélez e México

A preocupação do técnico do Universidad de Chile, Jorge Sampaoli, ontem, não poderia ser outra: Neymar. Para que o seu time tenha possibilidade de equilibrar o jogo de ida da Recopa, ele pensa em adotar um esquema de marcação semelhante ao do Vélez Sarsfield, nos jogos das quartas de final na Libertadores, e da seleção olímpica Mexicana, na decisão do ouro. "O Santos tem melhores individualidades, maior orçamento e um dos melhores jogadores do mundo", disse Sampaoli. Ao ser perguntado de que forma o pretende neutralizar o craque, revelou que poderá ser por zona. "Como o Vélez e o México", disse.

O Estado de S.Paulo

22 de agosto de 2012 | 03h06

'La Tercera', um dos jornais de Santiago, destacou na edição de ontem que numa comparação entre as folhas de pagamento dos dois elencos, o Santos deixa o Universidad "em estado de pobreza máxima". Enquanto os chilenos gastam mensalmente cerca de R$ 600 mil, a cifra santista é mais de R$ 7 milhões. A fortuna que Neymar ganha impressionou ainda mais. Segundo o jornal, os salários e os 11 contratos de publicidade de Neymar pagariam durante cinco anos e meio ofutebol do Universidad de Chile.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.