Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Contra o Avaí, reservas do Grêmio tentam manter 'conforto' também no Brasileirão

Mesmo com equipe reserva e de olho na semifinal da Libertadores, Tricolor quer evitar queda de rendimento no Campeonato Brasileiro

Estadao Conteudo

29 Outubro 2017 | 08h34

A um passo da final da Copa Libertadores, o Grêmio entra em campo neste domingo contra o Avaí, às 19 horas, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 31.ª rodada, buscando manter o mesmo "conforto" no Campeonato Brasileiro.


Se venceu o Barcelona, de Guayaquil, por 3 a 0, no Equador, resultado que o permite perder nesta quarta-feira por até dois gols de diferença, em Porto Alegre, o Grêmio caiu da segunda para a quarta colocação no Brasileirão, com 50 pontos. Quer, assim, ganhar para se manter entre os primeiros e se garantir na próxima Libertadores independentemente do que ocorra no restante da competição.

"Com certeza, desfrutamos desse momento, de ter feito um grande jogo nessa primeira partida", comentou o lateral-esquerdo Marcelo Oliveira, antes de ponderar. "Mas não tem nada ganho ainda. Estamos focados na Libertadores e, antes, tem o Brasileiro no domingo. Precisa ter muita concentração, muita atenção, porque estamos em quarto e já não permanecemos mais em uma zona confortável como antes. A responsabilidade é grande, é enorme".


Além de garantir o Grêmio nas primeiras colocações, segundo ele, uma boa atuação neste domingo pode impressionar o treinador e assegurar um espaço no jogo da Libertadores. "Não dá para pensar no jogo de quarta, apesar da importância. A concentração é no domingo porque, se faz um resultado positivo, dá ainda mais confiança para quarta. Depois porque mostra para o Renato (Gaúcho) que tem condições de ajudar na quarta", apontou o lateral-esquerdo. "E também porque ainda estamos na briga pelo Brasileiro".


Renato Gaúcho vai novamente escalar uma equipe reserva no Brasileirão. A principal dúvida é a presença de Jael e de Bruno Rodrigo, que perderam parte dos treinos da semana. Recuperado de contusão, por sua vez, Bressan deve ganhar uma vaga na zaga.

Mais conteúdo sobre:
futebolGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.