Contra Olimpia, Botafogo dá passo final para ir à fase de grupos da Libertadores

O Olimpia é o passo final para o Botafogo avançar à fase de grupos da Copa Libertadores. Com a vantagem de ter vencido o primeiro jogo por 1 a 0, o clube brasileiro precisa de um empate nesta quarta-feira, às 21h45, no Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai, para sair vencedor da terceira fase eliminatória da principal competição da América do Sul.

Thiago Rabelo, especial para a AE, Estadao Conteudo

22 Fevereiro 2017 | 07h46


Como no estágio anterior, quando eliminou o Colo Colo, saldo e, na sequência, gols marcados fora de casa são os critérios de desempate. Por isso, a equipe carioca conseguirá a classificação, caso seja derrotada por um gol de diferença, desde que balance as redes. Repetição do placar da semana passada, mas favorável aos paraguaios, leva o jogo para os pênaltis.


O sofrimento na segunda fase - quando fez um gol contra aos dois minutos do primeiro tempo e conseguiu o empate e a classificação nos 15 minutos finais - trouxe lições para o Botafogo. Por isso, a ordem é entrar em campo com atenção redobrada para não passar pelo mesmo drama.


Principal contratação na temporada, o meia Montillo é desfalque certo. O argentino sofreu uma lesão na panturrilha, problema que o tirou da primeira partida aos 14 minutos da etapa inicial. Sem o camisa 7, o técnico Jair Ventura reforça o meio de campo com a escalação de três volantes. Além disso, serão mais dois meias e apenas Rodrigo Pimpão no ataque.


Na defesa, o treinador conta com o retorno de Carli. Com dores musculares, o jogador ficou de fora dos seis primeiros jogos na temporada. Após ter ficado no banco de reservas contra os paraguaios, semana passada, o argentino foi titular na vitória sobre o Boavista, por 3 a 2, no domingo. Suspenso, Jonas deixa o time, com o deslocamento do zagueiro Marcelo para a lateral direita.


Com mais de 30 mil ingressos vendidos, o Olimpia conta com a força do Defensores del Chaco para avançar, com o retrospecto de não ter perdido nenhum dos últimos 15 jogos que fez em casa em torneios internacionais. Apesar do apoio, o time não vive bom momento e recebeu duras críticas após perder para o Botafogo e empatar com o Independiente de Campo Grande, pelo Campeonato Paraguaio.

Mais conteúdo sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.