Contusão tira Ben Spies da próxima etapa da MotoGP

O piloto norte-americano Ben Spies não disputará a próxima etapa da temporada da MotoGP, no dia 5 de maio, no circuito Jerez de la Frontera, na Espanha. Segundo a equipe Ducati, ele voltou a sentir dores na região do ombro direito, operado no final de outubro, e precisará fazer tratamento por três semanas. Seu substituto na terceira corrida da temporada ainda não foi definido.

AE, Agência Estado

24 de abril de 2013 | 15h53

Liberado pelos médicos depois da cirurgia, Spies disputou normalmente as duas primeiras etapas da temporada, conseguindo um 10º lugar no Catar e uma 13ª posição nos Estados Unidos. Mas, apesar de ter completado a prova do último domingo, ele deixou o circuito do Texas com fortes dores. Após exames, os médicos determinaram que sofreu distensão nos músculos do peito e das costas.

"Apesar da constante melhora do seu ombro depois da recente operação, Ben Spies precisa intensificar o trabalho de recuperação muscular e ganhar a força necessária para resistir ao esforço durante a corrida", diz o comunicado da equipe. "Preciso trabalhar duro e voltar 100%, porque definitivamente não estou nesse estágio, fisicamente, neste momento", afirmou o piloto.

Depois da disputa de duas das 18 etapas da temporada, Ben Spies está apenas em 12º lugar na classificação geral, com nove pontos. A liderança do campeonato da MotoGP é dividida pelos espanhóis Marc Marquez e Jorge Lorenzo, ambos com 41 pontos somados.

Tudo o que sabemos sobre:
MotoGPBen Spies

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.