AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Convocados, sete judocas olímpicos iniciam novo ciclo no Grand Slam de Abu Dabi

Brasileiros entram em ação para competição nos Emirados Árabes

Estadão Conteúdo

12 Outubro 2016 | 17h12

A frustração por ganhar apenas três medalhas nos Jogos Olímpicos do Rio já é passado para o judô brasileiro. Um novo ciclo se inicia no último fim de semana do mês, entre 29 e 30 de outubro, quando acontece o Grand Slam de Abu Dabi, nos Emirados Árabes. Dos 14 judocas que foram ao Rio-2016, sete foram convocados para o torneio, que marca o retorno da equipe principal do Brasil às competições internacionais.

"Abu Dhabi é um recomeço, um novo ciclo com novas metas. Estou feliz de voltar a competir, principalmente porque neste início de ciclo temos atletas novas na categoria e acho importante conhecê-las", diz Maria Portela, que prefere não projetar o fim do ciclo. "Ainda não penso em Tóquio. Prefiro pensar ano a ano e ir sentindo como as coisas vão acontecendo."

Além dela, foram convocadas Mariana Silva (63kg), Maria Suelen Altheman (+78kg), Charles Chibana (66kg), Alex Pombo (73kg), Victor Penalber (81kg) e Rafael Buzacarini (100kg). Nenhum subiu ao pódio e, dentre eles, quem teve melhor resultado foi Mariana Silva, que terminou em quinto.

A equipe brasileira no Grand Slam será formada também por parte dos reservas da seleção, que ficaram como reservas no Rio-2016: Eric Takabatake (60kg), Marcelo Contini (73kg), Eduardo Bettoni (90kg), Luciano Corrêa (100kg), David Moura (+100kg), Nathália Brígida (48kg), Ketleyn Quadros (63kg), Barbara Timo (70kg) e Samanta Soares (78kg), além de quatro jovens recém-saídos das categorias de base e com grande potencial: Jéssica Pereira (52kg), Layana Colman (52kg), Rafael Macedo (81kg) e João Marcos Cesarino (+100kg).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.