Copa América reúne ciclistas de sete países

Será a 1.ª vez que a prova acontece no Rio, depois de 7 edições no Autódromo de Interlagos, em São Paulo

04 de janeiro de 2008 | 21h59

A 8.ª edição da Copa América de Ciclismo acontece neste domingo, a partir das 8 horas, no Rio de Janeiro. A prova contará com a participação de atletas de sete países (Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Colômbia e Itália) e conta pontos para o ranking da União Ciclística Internacional (UCI). Será a primeira vez que a Copa América acontecerá no Rio, depois de sete edições no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O percurso escolhido foi o mesmo utilizado nos Jogos Pan-Americanos, em julho do ano passado, com três quilômetros de extensão no Parque do Flamengo. Na prova feminina, com percurso de 20 quilômetros, haverá a participação de ciclistas do Paraguai, da Argentina e da Itália. Mas a disputa será mesmo entre as brasileiras, já que a Copa América conta pontos para definir vaga na Olimpíada de Pequim. A favorita é a goiana Clemilda Fernandes, que compete atualmente na Itália e terminou o ano passado na 48.ª colocação do ranking mundial. Ela já venceu a Copa América três vezes. Na prova masculina, com largada a partir das 9h30, o percurso será de 40 quilômetros. E, além das equipes brasileiras, seleções da Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile e Colômbia irão disputar a vitória. O favorito também é do Brasil: Nilceu 'The Flash' dos Santos, que venceu três vezes a corrida. Mas a Copa América terá um personagem especial. O catarinense Márcio May, um dos maiores nomes da história do ciclismo brasileiro, irá disputar a última prova de sua carreira. Aos 35 anos, ele foi a quatro olimpíadas e decidiu se aposentar a partir deste domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa América de cliclismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.