Mano repete escalação do Corinthians contra o Botafogo na Série A

Treinador quer dar continuidade ao elenco que venceu as duas últimas partidas pelo Campeonato Brasileiro

Vítor Marques, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2014 | 04h34

SÃO PAULO - Após duas vitórias consecutivas diante de Sport (4 a 1) e Cruzeiro (1 a 0), Mano Menezes mantém a escalação do Corinthians para enfrentar o Botafogo, neste domingo, no Itaquerão, pela 9.ª e última rodada do Campeonato Brasileiro antes da parada para a Copa do Mundo.

O técnico também afirmou que teria mudado muita coisa no time depois das críticas que recebeu no empate por 1 a 1 contra o Atlético Paranaense, se ele não fosse um profissional experiente o bastante.

" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;"Certamente não teria chegado aqui se fosse burro, mas também não sou gênio que vai resolver o jogo num passe de mágica", disse. "Se eu fosse precipitado, teria mudado muita coisa (no time) e essas mudanças teriam trazido mais prejuízos que vantagens. Esta aí uma vantagem de ser um técnico experiente, e nisso eu me encaixo."

Pela primeira vez desde que voltou ao Corinthians, Mano confirmou o time e não fez mistérios para revelar a escalação. Ele disse que apesar de Guilherme ter se recuperado de uma lesão muscular, Bruno Henrique continua como titular.

"A equipe rendeu mais com Bruno Henrique e o Guilherme ficou fora de dois para três jogos. Então, é coerente manter a equipe em função desse crescimento que o grupo apresentou nesses jogos."

O quarteto ofensivo será formado por Petros, Jadson, Romarinho e Guerrero - o peruano recebeu elogios do treinador, que disse que o atacante está mais leve e mais forte.

SEM PRESSÃO

O técnico também falou que a pressão e ansiedade de jogar no Itaquerão diminuíram em relação ao primeiro jogo. O fator 'novidade' teria sido um dos motivos para explicar a derrota para o Figueirense por 1 a 0, a única do time no Brasileiro.

"A equipe está mais preparada para um jogo pelo Brasileirão na Arena Corinthians, falamos muito sobre isso (pressão) quando perdemos aquele jogo", afirmou.

O Corinthians ocupa a 3.ª colocação no campeonato, com 15 pontos, um a menos que o Cruzeiro, líder. O objetivo de Mano é permanecer entre os primeiros durante a parada da Copa. "Isso dá mais tranquilidade."

Depois do jogo de amanhã, os jogadores ganham folga até o dia 16 de junho, quando iniciam uma intertemporada em Extrema, em Minas Gerais. Mano disse que está otimista para a sequência da competição após o Mundial. "Vão chegar o Elias, o Lodeiro, estou otimista quanto ao nosso crescimento nessa segunda parte do Campeonato Brasileiro."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.