Eugene Hoshiko/AP
Eugene Hoshiko/AP

Copa do Mundo de Rúgbi tem zebra do Japão e tropeço australiano

Donos da casa vencem a favorita Irlanda, líder do ranking mundial, e fazem a festa dos torcedores locais

Redação, O Estado de S. Paulo

30 de setembro de 2019 | 20h56

A Copa do Mundo de Rúgbi está em sua fase de grupos e a zebra já começou a aparecer em terras japonesas. A principal delas até o momento foi a vitória dos donos da casa sobre a Irlanda. As próximas rodadas prometem ser emocionantes e os torcedores vêm fazendo grande festa nos estádios, que estão sempre lotados.

ZEBRA ORIENTAL

Poucos acreditavam, mas os donos da casa mostraram sua força na Copa do Mundo de Rúgbi. O Japão enfrentou a favorita Irlanda, líder do ranking mundial, e ganhou por 19 a 12, para delírio dos torcedores que lotaram o estádio em Shizuoka. Com o resultado, o time nipônico deu um passo importante para classificar à próxima fase.

TROPEÇO AUSTRALIANO

A Austrália levou a pior diante da seleção do País de Gales pela Copa do Mundo de Rúgbi. A equipe, uma das candidatas ao título do torneio, acabou perdendo por 29 a 25 em um confronto bastante equilibrado. Apesar do resultado, a equipe tem tudo para avançar, mas deve passar como segunda do Grupo D e cruzar com um rival teoricamente mais forte.

RECUPERAÇÃO SUL-AFRICANA

Se em sua estreia na Copa do Mundo de Rúgbi a África do Sul acabou sendo superada pela favorita Nova Zelândia, na segunda rodada a equipe se recuperou, derrotou a Namíbia por expressivos 57 a 3 e se manteve na briga por uma vaga na próxima fase do torneio. O próximo duelo dos sul-africanos será contra a Itália.

ATAQUE ZERADO

A Escócia ganhou de Samoa por 34 a 0 na segunda-feira e esta foi a primeira partida da Copa do Mundo de Rúgbi que terminou com uma das equipes sem fazer qualquer ponto no placar. A defesa escocesa mostrou sua força no duelo e mostrou que vai brigar por uma das vagas do Grupo A na próxima fase.

Tudo o que sabemos sobre:
rúgbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.